já falta pouco, muito pouco

Este fim-de-semana passou-se a trabalhar, muito, para colocar a loja online ainda hoje (se tudo correr bem, é hoje!)



Sábado ao fim do dia fomos entregar a C. aos cuidados da avó J. (numa junção perfeita do útil com o agradável) e estivemos até à madrugada de ontem, os dois, lado a lado, a dar conta dos últimos detalhes. Isto de criar um pequeno negócio na sala de estar da nossa casa é uma verdadeira aventura. Boa. É um sentimento de realização pessoal enorme, que se torna ainda maior quando tenho a cumplicidade de quem partilha a vida comigo.

O domingo acabou tarde e nós estafados. Valeu-nos ter dormido muito e bem na noite anterior porque, para galo, esta noite a C. acordou três vezes! Não sei o que tinha, a miúda… se era saudades, se era mimo, se era falta de sono, se era tudo junto. Ela não chora, mas não para de chamar até alguém a acudir. Uma canseira. Eram 6 da manhã e ela de pernas no ar e olhos bem abertos, ainda que cheia de sono. Às páginas tantas não aguentamos mais e… trouxemo-la para a nossa cama. Venceu-nos o cansaço. Ou ela. Mal feito, mal feito, eu sei, mas as regras também são para se quebrar, de vez em quando, portanto não dramatizemos. Vamos ver como é que a coisa corre logo à noite (e depois eu conto).
Bom, resultado final? Hoje temos: um neurónio a boiar, agulhas nos olhos e zzzz… sono quanto baste.
já falta pouco, muito pouco

bem-vindos

Newer post

There is one comment

Post a comment