o sono [dela] e a [minha] culpa



Quando cheguei a casa já dormia. Anda com tosse e meio constipada, custa-lhe a adormecer, acorda muitas vezes de noite, vem para a nossa cama, fica cansada. Tanto que tem dias [como hoje] em que aterra no caminho de regresso do colégio e não acorda mais. Tiro-lhe a chupeta que está debaixo da bochecha, endireito-lhe o corpo na cama, ajeito-lhe os lençóis. Olho para ela e já sei o que vou pensar a seguir: que está a crescer, a minha bebé, e que gostava que os nossos dias tivessem mais horas, juntas.

Este vai ser mais um fim-de-semana de trabalho e até ao natal serão quase todos assim. Algures no meio da azáfama, vou ter de arranjar uma forma de nos compensar, a todos. Já merecemos.

[em repeat] bright eyes

[em repeat] bright eyes

o sono [dela] e a [minha] culpa

[um dia trabalho num lugar assim] vm17 pop up & coworking

Newer post

There are 3 comments

  1. Maria Joana Cunha

    Oh Ana, que querida!!! Ficam todas tão lindas a dormir…
    A Benedita quando dorme só me apetece aperta-la e enche-la de beijos…
    E eu penso e sinto o mesmo, o tempo que estamos com elas é tão pouco 🙁

  2. MulherEndo

    Pedimos desculpa por incomodar mas gostaríamos de partilhar informação sobre uma doença feminina que afecta muitas mulheres no nosso país e no entanto é ainda muito desconhecida: Endometriose.

    Esta é uma doença feminina socialmente expressiva devido ao impacto que causa na vida da mulher, no entanto, é ainda muito pouco conhecida e divulgada em Portugal. Para além do desconhecimento da sociedade de um modo geral, são poucos os especialistas devidamente qualificados para lidar com esta patologia o que leva a que em média o seu diagnóstico demore cerca de 8 anos.

    A Endometriose é uma doença progressiva que pode levar ao mau funcionamento de vários órgãos e provocar quadros de dor muito elevados o que impede muitas mulheres de fazerem a sua vida de forma normal.

    Será que nos podem ajudar a passar palavra?
    Ao partilhar e ao visitar o nosso blog e aprender um pouco sobre a doença já estão a ajudar.
    Obrigada pela atenção

    mulherendo.blogspot.com

Post a comment