[viajar com ela] na alimentação e não só, a regra é descomplicar

A prova de fogo foi a viagem à Grécia, no verão passado. A Constança tinha 9 meses, ainda não andava, nem sempre se aguentava muito tempo sentada, não gatinhava [hoje percebo que tudo isso eram vantagens]. Como não sabiamos bem o que nos esperava, não arriscamos uma viagem longa. Atenas e três das ilhas Gregas [Milos, Amorgos e Folegandros] foram o destino perfeito: o mar imenso, um sol brilhante, um céu completamente azul, comida boa e paredes brancas, tudo o que sabíamos ser a combinação perfeita para sermos, simplesmente, felizes. Foram duas semanas maravilhosas.

 

Entre todos os desafios, o maior foi a comida. Como ainda não comia da nossa e não era certo encontrarmos purés e sopas de bebé nos restaurantes da Grécia, levámos boiões de comida, de fruta e papas para 15 dias no fundo da nossa mochila. Sim, ela alimentou-se de comida de boião durante 15 dias. E sim, no início fez-me alguma confusão mas não tive outro remédio que descomplicar e assumir que no resto do ano ela não comeria blédines tantas vezes assim. Correu tudo lindamente. Da comida grega, provou uma sopa [a única que encontramos] iogurte, queijo, puré de lentilhas e gostou. De resto, não tivemos qualquer problema a não ser um galo na testa.

 

Sabemos que a aventura, desta vez, é um bocadinho maior. A Constança já anda, já não está quieta, mas felizmente dorme bem em qualquer lugar. Quando questionamos o pediatra sobre a alimentação, a resposta veio sob a forma de pergunta, exatamente a mesma de há um ano atrás: e não há bebes na Costa Rica? Então, é fazer igual! Temos hotel marcado para as 2 primeiras noites em San José, para 6 noites na praia e para a última noite, no regresso a San José. As restantes 3 ficam em aberto, para decidir lá, ao sabor da nossa vontade. A logística até pode ser mais exigente, mas a emoção de planear uma viagem é a mesma

 

[viajar com ela] outras dicas sobre o que levar

[viajar com ela] de mochila

[viajar com ela] e transmitir-lhe o que amamos de paixão

sobre viajar com crianças

sobre viajar com crianças

otro lado [espera por mim]

otro lado [espera por mim]

Newer post

There are 2 comments

  1. Catarina Gonçalves

    Olá Ana! Que ideias boas! Vou experimentar a Blédina, pois a Nestlé não fez parte das preferências da bebé. Vou continuar a acompanhar todas as dicas em viagem! Um beijinho

  2. Ana Margarida Moreira

    Olá Ana , admiro-a por viajar com a Constança ainda pequena:) eu só tive coragem para isso o ano passado, e a Mariana já tem cinco anos, principalmente devido à questão de dormir muito mal fora de casa .
    Por acaso chegou a receber a mensagem privada que lhe enviei pelo facebook?
    Beijinhos

Post a comment