desejos, gula ou pura e simplesmente asneiras [de grávida]

Ao almoço notavam como estou mais em forma nesta segunda gravidez. É verdade que também comecei com quase menos 5 kilos do que da primeira, mas o ritmo é tão diferente que não há grande margem nem vagar para comer gulodices [não necessariamente doces] no sofá. Para além de que também ando mais distraída e a pensar noutros assuntos que não na barriga, logo menos focada nos meus apetites. Vai daí faço menos lanches de café e como melhor. Até hoje.

Hoje, confesso, pequei. E foi à grande. Umas amigas partilham uns bolinhos com aspeto delicioso por whatsapp. Estão no Majestic e eu fico com inveja = vontade repentina de um doce. E o que me vem à cabeça? Uma tíbia… da Favorita! Não resisto e faço um pequeno desvio. Peço uma tíbia, babo de contentamento. A tíbia é grande e vem partida ao meio. Segundos depois estou lambuzada de creme e com bigodes de açúcar em pó mas toda contente. No final, enjoada. Em mim, tanto desejo resulta quase sempre em enjoo, já devia saber. Então penso: para desenjoar, talvez o melhor seja comer um salgado. E o que é tão bom na Favorita como as tíbias? Um rissol de camarão. Um não, dois! Quentinhos, maravilhosos. Pimba. Desgraçada.

Venho-me embora com um enorme peso na consciência e no estômago. Imediatamente penso no €1,70 que gastei e serve-me de algum consolo que o ataque de gula me tenha dado em Portugal. Ao menos isso. Se fosse na Suíça saía-me bem mais cara a brincadeira.

[o melhor do meu dia] esta miúda

[o melhor do meu dia] esta miúda

[coisas bonitas] house doctor

[coisas bonitas] house doctor

Newer post

Post a comment