[preparando a chegada da Camila] os quartos

PicMonkey CollageA mais ou menos um mês da Camila nascer [a data prevista para o parto é dia 25 de Dezembro!], começo a pensar seriamente no tema dos quartos das meninas, que são dois: um em Portugal, outro na Suíça.

 

Para esta casa não vamos comprar nada, para já pelo menos. Nos primeiros meses, a Camila irá dormir no berço que era do meu irmão Afonso e que vai ficar no nosso quarto, do meu lado da cama. É um berço em bambu muito bonito, ligeiramente maior do que os berços comuns, com uma forra em bordado inglês que tem tantos anos como ele: 30. A Constança, por sua vez, mantém-se no seu quarto e na sua cama de grades Ikea de 140×70. Não há necessidade de colocar já uma cama nova para ela e roubar-lhe espaço para brincar. Depois, lá para os 4-6 meses da Camila, veremos.

 

Já para a casa de Basel, tivemos que comprar quase tudo, dado que só irei levar comigo a alcofa de palha onde a pequena Camila vai dormir nos primeiros tempos, perto de mim. Por uma questão essencialmente pragmática [e não tanto estética], optamos por comprar já uma cama de solteiro para a Constança. É uma cama Ikea de 210×90, daquelas que têm outra cama num gavetão, em baixo. A ideia é ter uma cama adicional para uma eventual babysitter, uma visita e depois para a irmã Camila dormir, quando deixar de caber na cama de grades e poupar assim muito espaço no quarto. De resto, pouco mais: um camiseiro e uma cómoda dupla, bem grande, para colocar a roupa das duas.

 

Quanto à decoração, além das colchas e das almofadas em tons de branco, rosa e cinza que comprei nos saldos da Zara Home, pouco ou nada está montado. A Constança já tem mesinha de cabeceira [uma casinha da Bloomingville com fundo cinzento que eu mostrei aqui] mas faz falta um tapete bem grande para as meninas brincarem, candeeiros de mesa e outros pormenores. Numa parede, gostava de colocar papel da Ferm Living. Nas outras, umas ilustrações bonitas, prateleiras e suportes para livros. Por cima da cama da Camila, um mobil em origami da avó Joana. Há depois o recanto dos brinquedos e ainda uma parede, a maior, para colocar o único roupeiro da casa que vamos fazer por medida no Ikea.

 

Decorar um quarto à distância não é tarefa fácil, principalmente quando se quer um projeto personalizado, com tons um bocadinho afastado do óbvio [mais verdes, azuis e cinzas do que rosas] e peças originais e criativas. É uma pesquisa que dá trabalho e grande parte das compras são feitas pela internet, o que tem a sua razão prática e não só: geralmente fica bem mais barato. E com a ajuda da Joana do Violeta Cor de Rosa, melhor ainda. Já lhe enviei a planta e as fotografias do quarto tal como o deixei na semana passada. Tendo em conta o que já conhece de mim [ainda que virtualmente] e os meus gostos, a Joana irá fazer uma proposta e uma lista de sugestões. Assim será muito mais fácil visualizar tudo no seu devido lugar.

 

10636189_551559801642999_3355116327992653134_nAs mães que precisam de uma ajuda profissional para decorar ou redecorar o quarto dos seus filhos encontram todas as informações sobre o voucher Baby & Kids Room Planning da Violeta Cor de Rosa aqui.

 

[1. wall decal Catita Illustrations, 2. casinhas Bloomingville, 3. candeeiro e papel de parede Ferm Living, 4. ilustração Catita Illustrations, 5. e 6. Pinterest]

domingos funtásticos [no Braga Parque]

domingos funtásticos [no Braga Parque]

à segunda gravidez, tudo muda

à segunda gravidez, tudo muda

Newer post

There are 3 comments

  1. Diana Mora Moraes

    Para o novo quarto que também há-de chegar (infelizmente ainda sem data!!) também quero muito um papel de parede desse género, adoro os losangos… mas acho que desta vez apetece-me o rosa! 🙂 já são mais de 2 anos de “verdes” 🙂
    beijinhos

Post a comment