[amanhã] o descanso do guerreiro

Amanhã viajo para Portugal em trabalho. Vou por uma semana, sem miúdas e, em contrapartida, com a agenda cheia: reuniões, sessões, deslocações, mercaditos, análises, consultas, compromissos, família, amigos, almoços e jantares, Porto e Lisboa, tem tudo que caber nos próximos 8 dias. Há quanto tempo não estou sozinha, sem elas? Há quanto tempo não estou por minha conta, sem ter que levar, buscar, cozinhar, cuidar? Há quanto tempo não durmo uma noite seguida e com aquela cama só para mim? Há quanto tempo não sou apenas eu, nos meus dias? Já nem sei dizer.

Em 3 anos só estive longe da Constança por mais do que um fim-de-semana [e foram vários, todos em trabalho] uma vez: 10 dias no verão do ano passado para vir montar esta casa da Suíça, estava grávida da Camila. Já da Camila, nos seus 10 meses de vida, não estive longe por mais do que um fim-de-semana [e foram vários, todos em trabalho] uma única vez. Uau. Vai-me custar, vou querer saber tudo: como dormiram, o que comeram, que tal ficaram no colégio. Vou ter saudades, já as tenho as ainda não fui. Mas mentiria se não admitisse que também me vai saber pela vida. O descanso do guerreiro, finalmente.

[amanhã] o descanso do guerreiro

fim-de-semana [e planos para novembro]

[amanhã] o descanso do guerreiro

fins-de-tarde [na minha cozinha]

Newer post

There are 2 comments

Post a comment