Tag: pai

cancro, dor e vida [a escrita da madrugada]

cancro, dor e vida [a escrita da madrugada]

De repente, é como se tudo [pouco] que leio esteja destinado a dar-me um abanão. No outro dia, esta realidade tão dramática. Hoje, estas palavras determinadas de uma mulher que eu já admiro sem conhecer. Não encaro este diagnóstico como uma…

Fasnacht [o carnaval de Basileia]

Fasnacht [o carnaval de Basileia]

O carnaval de Basileia [Fasnacht, em alemão] é o maior da Suíça e é coisa grande. Começa na noite de domingo para segunda-feria às 4 da manhã [depois da Quarta-Feira de Cinzas) e termina exatamente 72 horas depois, portanto quinta-feira à…

lavandaria central

Passei pela Lavandaria Central. Abrandei propositadamente o passo e reparei: o reclame luminoso meio partido, os figurinos ultrapassados na montra, as paredes de alcatifa manchada. Típica lavandaria dos anos 80. Naqueles últimos anos de 80, sempre a um sábado ao…

é natal, pai, é natal

Às vezes ainda me esqueço que morreste. Às vezes [pausa], algumas vezes, agarro no telemóvel para te ligar num ato tão instantâneo e irrefletido como seria dar-te um beijo na face, um só beijo com os lábios e muito carinho…

flashback

Os dois no carro, em viagem para Lisboa, música clássica a tocar alto no rádio do velho Opel Kadett [o carro era velho, mas o rádio era bom], uma frinchinha do vidro aberta e um cigarro na mão esquerda. Interrompo o silêncio….

do céu

[escrito em 25.05.15] O meu pai morreu. Há dias em que sinto muitas saudades dele. Há dias que acordo meia estranha, assim como se estivesse do lado de fora da minha própria vida a observar-me. Hoje é um desses dias….

destes dias crus

E, de repente, é sexta outra vez. Os dias passam vertiginosamente e eu até tento não pensar muito nisso, mas há uma ideia negra que me está sempre a vir à cabeça: é menos um dia, menos um crédito, menos…

podias ser tu

Ia com o passo rápido. Estava mal agasalhada e com pressa, queira despachar o assunto rápido. Quando me preparava para atravessar a rua, parou-me o coração. Incrédula e confusa, reconheci. Primeiro o carrinho de bebé, depois o homem que com pouco jeito compunha a…