as palavras que eu estava a precisar de ler


Diz que leu o blog do princípio ao fim, assim de uma enfiada. Que se emocionou ao ler sobre o meu pai. Que se identificou aqui e ali. Para eu não fazer dos meus sonhos projetos em draft. Para eu continuar assim. E outras coisas mais.

Estava a ser um dia duro, sempre em contra-relógio, a C. em casa [com a doença “da boca, mãos e pés”, ui!], um pequeno desânimo, confusão na minha cabeça, mais aquela insegurança que volta e meia me vem assombrar. E eis quando, sem eu estar à espera, recebo um e-mail, outro, e depois outro, carregado de palavras encorajadoras e de admiração. Sorrio. É bom. Obrigada, muito obrigada. E obrigada a todos que se dão ao trabalho de vir aqui ler-me. Obrigada a todos, mais de 100!, que se juntaram ao melhor do meu dia. São, também, as vossas visitas que dão propósito a tudo isto.


3 comentários a “as palavras que eu estava a precisar de ler”

  1. Ana, sou do Brasil mas te acompanho todos os dias, é verdade que é muito difícil comentar, pois depois que me tornei mãe vivo com o pequeno no colo, quase não consigo fazer conteúdos para o meu blog, mas gostaria de participar também do Melhor do meu dia, é uma proposta linda, seu blog é inspirador e seu trabalho também!! O melhor de estarmos na rede é podermos receber esse carinho das pessoas!! E o meu mesmo de longe, você já tem!
    Beijão!

  2. é um enorme prazer fazer parte do vosso projecto. Vocês são sempre o melhor do meu dia 🙂 Gosto mesmo muito de vir aqui. Aliás, todos os dias estou cá! Não desistas, nunca. Que um dia, espero que breve, se eu for mãe, quero fazer-te encomendas…muitas 🙂 Beijinho muito grande!

  3. É… Às vezes identificamo-nos com posts e pessoas que nunca vimos. Mas é bom quando em dia menos bons recebemos esse tipo de miminhos!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *