nuno



Este é o meu cunhado Nuno. É o pai da Teresinha, a minha sobrinha pequenina, que fez estes dias 1 mês de vida. Vejo-o orgulhoso, responsável, todo empenhado no seu novo papel. Sei que, ultimamente, tem pensado muito no meu pai, o seu sogro, que tanto o surpreendeu quando lhe disse, um dia, “só saberás o que é verdadeiramente o amor no dia em que fores pai”. Claro que gosto de ver o Nuno a tratar bem a minha irmã, a ser companheiro do Bernardo, protetor da sua mãe, cúmplice do seu pai, galante com a minha mãe. Tenho orgulho de ver o Nuno a agarrar projetos de vida, com garra, ao seu jeito, com coragem. Mas o que eu gosto mesmo no Nuno é a forma como ele se deixou apaixonar pela sua primeira sobrinha, a Constança. Até pode ter todos os defeitos do mundo [tem alguns, eu tenho, todos temos] mas eu sei que por ela, pela Constança, o Nuno faria tudo. E isso é, de longe, o mais importante.


2 comentários a “nuno”

  1. Que palavras tão bonitas.
    E a fotografia… está simplesmente linda e com um brilho especial iluminado pelos 3 sorrisos!
    O poder das fotografias e de facto lindo… e esta nem precisava de palavras!

    Bjs

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *