sábado


Hoje não há o melhor do meu dia porque o dia foi inteiramente bom. Acordar às 10h, mimos da minha filha, passar à frente a parte da falta de paciência de manhã [sou só eu que demoro 3 horas a sair de casa?], um café com ela, vê-la a dormir em viagem. Moledo, um tempo incrível, praia, banhos na água fria, como eu gosto. Amigas, abraços, matar saudades. Festa com vista para o mar, comida deliciosa, ipod a tocar, pés na relva ao pôr do sol, calções e t-shirt às 11 da noite. Voltar, regressar a Braga, um bafo, a cidade veio toda a rua, músicas de São João, abrir a janela do quarto, deixar a brisa e as notas soltas entrarem, pés ao alto. Dois comentários e um e-mail simpáticos, é fixe ler o que me escrevem, assim é ainda melhor escrever. Sábado, cheira a verão. Só faltaste tu para o dia ser absolutamente perfeito.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *